novelos soltos, emaranhados, organizados, escondidos, fiapos da vida......

novelos soltos, emaranhados, organizados, escondidos, fiapos da vida......
convido-os a desenrolar alguns fios reais e ficcionais

sábado, 10 de dezembro de 2011

REAL - ficção - Menina curiosa

Observo a menininha no açougue com o pai.
Ela devia ter uns cinco anos, e seus olhinhos negros de jabuticaba brilhante observavam com sede o mundo ao redor.
Sua língua, não menos curiosa, aproveitava a sabedoria do pai:

- Pai, o que é isso? - seu dedinho apontando para um pedaço de carne esbranquiçada dentro da vitrine de carnificina.

O pai olha rapidamente enquanto está escolhendo a carne do churrasco com o açougueiro:

- Língua de vaca.

A menininha, colocando sua própria linguinha para fora, pensa um pouco e pergunta de novo:

- Pai. Por que a língua de vaca é tão grande?

- Porque a vaca é grande - responde o pai apressado, olhando outras carnes.

- E por que a vaca é grande?

- Porque Deus fez ela assim.

- E por que Deus fez a vaca grande?

- Porque ele quis!

- E por que ele quis?

O pai, sem mais respostas possíveis, olha para a filha com um suspiro longo e recita a frase tão comum nestes casos de desesperada ignorância, com certa impaciência:

- Você sabia que de curiosidade morreu um gato?

Uns segundos de silêncio permitem que a garotinha observe com atenção o pai quase exasperado. Então sua voz sai límpida, inocente e curiosa:

- O que o gato queria saber?

Gostou desta minha lembrança da infância?

Talvez você também goste de:

Todos têm gatos.

ou desse: http://novelosnadaexemplares.blogspot.com.br/2014/10/real-logica-infantil.html

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Adail. Apareça sempre. Minhas lembranças de criança volta e meia surgem por aqui....

      Excluir