novelos soltos, emaranhados, organizados, escondidos, fiapos da vida......

novelos soltos, emaranhados, organizados, escondidos, fiapos da vida......
convido-os a desenrolar alguns fios reais e ficcionais

sábado, 6 de setembro de 2014

FICÇÃO - Poemas de Cezar Joukovski

ADORO minha profissão
Uma das coisas mais gostosas é conhecer bons poetas.
Não foi diferente!
Um aluno me procurou para mostrar os escritos.
Sem comentários!


Repeti que ia ser diferente
mil vezes.
Sou um ab-surdo.

Eu já perdi o controle dessa saudade,
e cansei de ter que ser aquele
que sempre se levanta para
trocar de canal.

Para vencer a pelada:
confiança nu dez.

Alguém me disse 
que a verdade é transparente
eu duvidro.

A tristeza que vacinou
minha doçura,
tinha bala na agulha.

uma bordôleta:
duas taças de vinho
fazendo tim-tins no céu.


Nota final sobre a vida:
acenda uma luz antes de sair.

(Textos: Cezar Joukovski. Imagens: Internet)

Um comentário:

  1. Adoro textos que convidam as palavras a brincar e se divertir... ♥

    ResponderExcluir